IV Congresso do SNESup

Gonçalo Leite Velho

25 Anos a Dignificar o Ensino Superior e a Investigação

(13, 14 e 15 de novembro de 2014)

 

O Futuro do Ensino Superior:

Pensar nos Próximos 25 Anos

 

A sessão “O Futuro do Ensino Superior: Pensar os Próximos 25 Anos” visou criar um espaço de debate que permitisse pensar o ensino superior no médio e longo prazo, mas sem deixar de lado a intervenção mais imediata. O início da sessão foi marcado pelo assinalar da falta de estratégia para o setor, matéria que se tem vindo a arrastar nos últimos anos, e para a qual esta sessão tentava apresentar um conjunto de respostas, no espírito do conjunto de encontros que o SNESup tem vindo a organizar. As intervenções deste painel demonstraram o acordo com o problema de indefinição estratégica, que se faz sentir a múltiplos níveis, com particular destaque para as recentes ações da tutela no subsistema politécnico, que se assumem como deslocadas da realidade contemporânea destas instituições. Destaque para o posicionamento crítico da Presidente do Instituto Politécnico do Porto, no seu destaque para a massa crítica da sua instituição e da sua capacidade de desenvolvimento de graus ao nível de 3º ciclo, bem como do membro da Direção do SNESup, Joaquim Sande Silva que apresentou um conjunto de dados sobre a demografia e a realidade socioeconómica, que merecem reflexão. Fernando de Almada, numa intervenção dinâmica e diferente, alertou para um conjunto de questões que frequentemente passam despercebidas na reflexão sobre o Ensino Superior. As intervenções dos Deputados Michael Seufert e Pedro Delgado Alves permitiram demonstrar a atenção do poder político sobre estas matérias, existindo uma concordância de posições, quer ao nível do diagnóstico da situação, quer ao nível de possíveis soluções estratégicas de futuro. O problema geopolítico da oferta de ensino superior em Portugal, a questão da qualificação e melhor aproveitamento da massa crítica, bem como das condições de financiamento, estiveram em especial foco, sendo sentida uma necessidade de adequar a rede de ensino superior aos desafios contemporâneos e futuros, tendo em especial atenção o aproveitamento dos recursos e do investimento efetuado neste setor nos últimos anos, fator que permitiu nos últimos anos recuperar competitividade.

© copyright SNESup | Todos os direitos reservados

 
visitas