Medidas para docentes e investigadores de risco

09/15/2020

Colega,

o Sindicato Nacional do Ensino Superior (SNESup) alertou hoje o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) e os responsáveis pelas instituições de ensino superior para que sejam implementadas medidas de proteção e segurança para todos os docentes e investigadores que se enquadram nos grupos de risco, tal como estabelecido pela alínea b) do artigo 4.º do Decreto-Lei n.º 2-A/2020.

Foi também pedido ao governo e às universidades e politécnicos que seja efetuado um levantamento dos profissionais que se encontram nesta situação, por unidade orgânica ou de investigação científica.

É da mais elementar justiça que se garanta a proteção acrescida dos profissionais em grupos de risco, sendo que no Ensino Superior e Ciência existe alguma capacidade de adaptação a um regime de teletrabalho.

Devemos evitar situações que facilitam a propagação do vírus, como agrupamentos concentrados em espaços mal ventilados. Situações que devem ser analisadas pelas autoridades de saúde competentes.

À medida que vamos conhecendo as dinâmicas de contágio, percebemos que a propagação do vírus se dá, essencialmente, de pessoa para pessoa. Com os dados já conhecidos, é com serenidade e responsabilidade que devemos tratar esta questão de saúde. Sem alarmismos, nem propagação do medo.

Pede-se responsabilidade.

#éparacumprir

Saudações Académicas e Sindicais,
A Direção do SNESup
15 de setembro de 2020

Share This