Resposta à Pandemia e Avaliação de Desempenho

03/19/2021

Colega,

no seguimento do anúncio do plano de desconfinamento, é necessário repensar a organização das atividades letivas e da avaliação de alunos do segundo semestre deste ano letivo. Este é mais um ajustamento com implicações no trabalho de docência e investigação no ensino superior e ciência e, consequentemente, na respetiva avaliação de desempenho.

Durante o último ano tem sido necessário um maior investimento nas atividades de docência para adaptação do regime presencial. Um esforço que é, para muitos colegas, acrescido com dificuldades de conciliação entre família e trabalho e com apoios muito limitados das próprias instituições de ensino superior em termos de disponibilização de materiais e no plano da formação.

Se, em geral, a vertente de docência é menos valorizada na avaliação de desempenho, a mesma tem sido muitíssimo exigente e absorvente no trabalho desenvolvido nas instituições de ensino superior durante a crise pandémica.

Por isso, em algumas instituições há já propostas para ajustar a avaliação de desempenho seguindo soluções diversas. É premente que as soluções propostas sejam debatidas nestas e em todas as instituições de ensino superior. A existência de regras transversais trava injustiças.

Não podemos aceitar que todo o esforço e empenho dos docentes não seja reconhecido por parte do Governo e das instituições de ensino superior.

A Direção do SNESup já reuniu com os grupos parlamentares do BE, PSD e CDS e com o CCISP alertando para esta situação. Contamos reunir ainda com outros grupos parlamentares e com o CRUP sobre esta matéria.

É muito importante que os colegas também coloquem este assunto na agenda das instituições de ensino superior em que trabalham.

#éparacumprir

Saudações Académicas e Sindicais,
A Direção do SNESup
19 de março de 2021

Share This