Greve a 18 de novembro

11/11/2022 | Comunicados, Destaque 3

Colega,
 
A direção do SNESup emitiu pré-aviso de greve para o dia 18 de novembro de 2022. Esta ação abrange todos os docentes e investigadores das universidades, institutos politécnicos, escolas superiores não integradas e institutos de investigação.
 
Com esta forma de luta estamos a mostrar, juntos, o nosso desagrado face à deterioração das condições de trabalho que nos afetam a todos. É essencial, nos dias de hoje, não pactuar com a inação do governo e da tutela na resolução dos problemas laborais que afetam docentes e investigadores. A instabilidade e precariedade de vínculos contratuais e os recorrentes bloqueios às oportunidades de progressão e promoção nas carreiras são tendências muito negativas. E também temos assistido à preocupante diminuição acentuada do poder de compra, desde há mais de 10 anos, e que está a ser particularmente agravada no atual contexto de aumento da inflação.
 
Apelamos à participação de todos. O pré-aviso prevê a não lecionação de aulas, a não presença durante os horários previamente definidos para assistência a alunos, a não participação nas reuniões de órgãos ou serviços e a não realização de avaliações ou participação em júris de avaliação.
 
No documento que pode ser lido na íntegra no nosso site identificámos como as principais exigências dos docentes e investigadores:
 
a) a atualização das tabelas remuneratórias das carreiras de investigação científica (ECIC), de docente do ensino superior politécnico (ECPDESP) e de docente universitário (ECDU);
b) a reposição de níveis de financiamento que permitam a integração nas carreiras de investigadores e professores de ensino superior contratados a prazo e a tempo parcial sucessivamente ano após ano, cujo número tem vindo a aumentar enormemente;
c) a atualização da carreira de investigação científica e a revisão das carreiras de docente do ensino superior politécnico e de docente universitário, tornando mais justos e abrangentes os mecanismos de progressão nestas três carreiras;
d) a concretização do regime do pessoal docente e investigador das instituições privadas que vem sendo adiada desde há 15 anos;
e) a revisão do Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior (RJIES) segundo linhas orientadoras que promovam a democracia interna nestas instituições.
 
#juntossomosmaisfortes

Saudações Académicas e Sindicais,
A Direção do SNESup
11 de novembro 2022

Share This