Defesa do ensino superior e ciência!

12/19/2022 | Comunicados, Destaque 6

Colegas,

Prestes a terminar 2022, recordamos o último semestre do ano com uma retrospetiva das atividades que o Sindicato levou a cabo em prol da melhoria das condições laborais dos docentes e investigadores, bem como da defesa de um ensino superior e ciência sustentável.

Encarámos com muita satisfação o elevado número de alunos inscritos no ano letivo de 2022/2023. Alertámos para o risco de abandono escolar e a importância de dotar as instituições de ensino superior de recursos humanos, físicos e financeiros adequados para assegurar percursos de aprendizagem com qualidade.

Exigimos a valorização das nossas carreiras e dos nossos salários especialmente afetados pelo impacto da inflação. Encetámos uma campanha, transversal a vários formatos e meios, com a divulgação de dados preocupantes que demonstram que há cada vez menos oportunidades para integrar os investigadores nas carreiras e que são cada vez mais os docentes contratados a tempo parcial e a prazo.

Como preparação do ano letivo, enviámos pareceres com base jurídica para os responsáveis das instituições de ensino universitário e politécnico em que intimámos ao cumprimento legal do limite máximo semanal de horas letivas de docência.

Solicitámos reunião com o Ministério da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, com o objetivo de obter respostas para ultrapassar os principais problemas que afetam os docentes e investigadores, do qual resultou um projeto de protocolo negocial, entre o MCTES e o SNESup para 2022-2026. Esperamos iniciar negociações nos primeiros meses do ano.

Convocámos greve, a primeira desde 2015, com uma elevada participação de docentes e investigadores de norte a sul e ilhas e com impacto mediático, que motivou o espanto e indignação pública da tutela.  

Apresentámos propostas de alteração ao Orçamento de Estado para 2023, a este propósito reunimos com o Grupo Parlamentar do PS. Registámos abertura para analisar os problemas que originam as nossas propostas.

Avançámos com reuniões sindicais em instituições de norte a sul do país e reunimos com as respetivas direções sobre as dificuldades sentidas pelo corpo docente e investigadores.

Terminámos o ano com o lançamento público de um estudo, detalhado e factual, sobre os efeitos da aplicação do RJIES sobre as instituições de ensino superior. Apresentámos as conclusões e as nossas diretrizes ao MCTES e na Assembleia da República. Com esta iniciativa pretendemos dar um ponto de partida para a revisão do RJIES que está por se concretizar há 10 anos.

Estas e outras ações estiveram em destaque nos vários órgãos de  comunicação social, com notícias que podem ser acompanhadas em https://www.snesup.pt/noticias/recortes-de-imprensa/ e nas páginas do sindicato no facebook e no twitter. Os comunicados do SNESup estão disponíveis em https://www.snesup.pt/noticias/comunicados/.

Estamos juntos!

Saudações Académicas e Sindicais,

A Direção do SNESup
19 de dezembro 2022

Share This